Rotariano: Admita Um, Retenha Um

Rotariano: Admita Um, Retenha Um

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Posse Governadoria - Conjunta com os RCs de Santos

2 de julho
Mendes Convention - Santos


Convites com Celeste 11-38220680 (exceto os RCs de Santos)

Quem sou eu - Adriano Valente - Presidente Inovador

Adriano Valente, casado com a Médica Alice, com quem tem dois filhos, Lucca de 12 anos e Carolina de 9 anos, rotariano há 7 anos do RC de Santo André, gosta do convívio familiar, viajar, jogar Tênis e andar de Motocicleta. É Médico, especializado em Medicina Nuclear, pela UNICAMP, faz parte do Colégio nacional de Radiologia e do Conselho Nacional de Energia Nuclear, é sócio proprietário da Nuclemed, Médico Responsável pelo setor de Medicina Nuclear do Hospital Estadual Mário Covas – Santo André – SP, responsável pelo setor de Medicina Nuclear da Biolabor – Sorocaba –SP.

Adriano enfatiza a importância do Rotary “pela união de pessoas do bem, para fazer o bem”.

Como Presidente Inovador pretende, no seu clube, o aumento da união e dos laços de amizade e companheirismo, para fortalecer a unidade do clube e assim ampliar suas atuações.

domingo, 30 de maio de 2010

Presidente Inovador César, em serviço

Uma pequena comissão de voluntários e associados do RC de Santos Aparecida estiveram em 27 de maio p.p., na Associação de Melhoramentos da Vila Gilda (A da Vila Telma foi destruída com o incêndio) efetuando a entrega das doações que foram muito bem recebidas pela agente comunitária do bairro.

"Foi uma experiência incrível a entrega das doações recebidas e angariadas pelo nosso Rotary Club Santos Aparecida para os desabrigados do incêndio ocorrido na Vila Telma", disse o presidente César Antelo.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Quem sou eu - José Ortiz - Presidente Inovador

José Ortiz, rotariano há 7 anos do RC de Mauá, casado com Cleide, tem dois filhos: o Roberto Carlos, com 45 anos e o Sérgio Luiz, com 39 anos, tem uma neta, a Taisa com 18 anos, é Advogado trabalhista autônomo, formado em direito, pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, tendo sido empregado em 7 empresas entre 1954 a 1976. Gosta de ler, ver filmes e atividades sociais.

Ortiz pretende fazer um Esforço Inovador em sua gestão investindo em Palestras e companheirismos; Identificação de potencialidades e estimulação de projetos permanentes auto-sustentáveis; Projetação da imagem do Rotary, gerando o orgulho de pertencer ao Clube, motivando a busca de novos sócios, de empresas cidadãs e de parcerias importantes.

Ortiz entende que o Rotary é importante para o mundo “Porque atua objetivando melhorar a qualidade de vida, especialmente para os menos favorecidos e a preservação do meio ambiente. SAÚDE – EDUCAÇÃO – OPORTUNIDADE DE TRABALHO - EQUÍLIBRIO ECOLÓGICO”.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

O Hábito da Leitura

Autora: Izabel Sadalla Grispino *

Retorno a um ponto capital da escola na formação do educando: o hábito da leitura.

A criança, para se tornar um leitor, deve ter uma relação de companheirismo com os livros, conviver com contos, romances, poesias, textos de teatro, obras populares, obras clássicas da literatura nacional e internacional, sempre ajustados à sua faixa etária. Esse convívio com os livros facilita o incentivo do hábito de ler.

A leitura freqüente leva a uma melhor escrita; quanto mais se lê, mais domínio se tem sobre o texto escrito; leva a um raciocínio mais apurado, a um mais alto nível de inteligência, a uma habilidade expressiva aprimorada. A psicologia vem demonstrando que existe uma correspondência estreita, uma forte correlação entre o nível de vocabulário e o quociente de inteligência, isto é, entre o domínio da linguagem e a inteligência. Quanto maior o número de palavras, quanto mais elaboradas as comunicações – por exemplo, entre as crianças e o adulto – mais potencializado fica o desenvolvimento da sua inteligência.

A qualidade do ensino passa pelo hábito da leitura e a escola não pode mais deixar o estímulo à leitura por conta da família, de sua herança cultural, conforme fazia no passado. Hoje, a rede pública conta com uma clientela bem diferente, de um nível sociocultural empobrecido e compete a ela encaminhar a criança, e até mesmo sua família, à leitura.

A escola precisa reservar em sua organização curricular, em seu projeto pedagógico, um lugar especial para a leitura, para a literatura. Ela deve promover atividades que intensifiquem a prática da leitura. Criar, inovar formas de tratar o texto literário. Idealizar espaços para a leitura, enriquecer o acervo de sua biblioteca, com variedade de textos que sejam representativos das diferentes faixas etárias e da cultura heterogênea de nosso povo. Emprestar os livros não só para os alunos, mas também para seus pais e para toda a comunidade, melhorando o seu ambiente, elevando o grau de cultura geral.

A escola deve criar a hora do conto, podendo, neste setor, obter, inclusive, a colaboração dos pais, que queiram dedicar um tempo para a escola, lendo ou contando histórias para as crianças. Nessas circunstâncias, o voluntariado exerce um papel tão importante, no despertar do gosto pela leitura, quanto o próprio especialista da educação. Nas histórias lidas ou contadas, deve-se ater à expressividade; ler ou falar com entonação, com ênfase em determinados momentos, respeitando as pontuações, as exclamações, as interrogações, as reticências, despertando emoções, provocando reflexão, criando verdadeiros recitais. Esse ambiente de representação recupera a arte, que foi deixada para trás, da récita.

A escola pode convidar escritores, contadores de histórias, declamadores de poesia, incentivando e motivando o universo imaginário da criança. Estas são algumas das ações que se transformam em efetivos instrumentos pedagógicos, capazes de conduzir o aluno ao prazer da leitura e a escola ao significado maior que a literatura empresta ao seu currículo.

Essa preocupação da escola com a leitura intensificou-se, principalmente, depois do resultado do “Programa Internacional da Avaliação de Alunos”, que mostrou o grande fracasso dos alunos brasileiros, em relação à leitura e ao entendimento de texto. Só um longo descuido da escola explica esse desastroso resultado! É, como se diz: “Depois da porta arrombada coloca-se a tranca”.

Em 1997, através do Sistema de Avaliação do Ensino Básico (Saeb), o MEC coletou informações para averiguar se a escola estava ministrando um ensino de qualidade, se a educação estava formando cidadãos capazes, inseridos no mundo atual. O resultado foi bastante desolador. Revelou que o baixo aproveitamento e queda do nível de aprendizagem aumentavam à medida que as séries avançavam e isso vem se confirmando desde as avaliações feitas a partir de 1990. Em alguns casos, nenhum aluno conseguiu dominar os conteúdos mínimos da série em que estava.

Na análise de texto, não houve interpretação e raciocínio, revelou o estudo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), feito por especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU), chamados pelo MEC para avaliar o fraco desempenho dos alunos, constatado no último Saeb.

Essa entidade sugeriu mudanças. A título de exemplo, citaremos as mudanças no ensino de português: “O modelo de ensino de português deve ir além dos livros didáticos; o aluno deve ter contato com textos diferenciados, desde os literários aos mais comuns, contato com jornais, revistas e até mesmo com manuais de instrução”.

Um outro aspecto revelador da decadência do ensino veio do resultado do questionário aplicado aos alunos pelo Exame Nacional de Cursos, o Provão. Mostrou que os universitários brasileiros lêem pouco e, como conseqüência, são pouco criativos, pouco afeitos à pesquisa, à curiosidade científica.

No Brasil perpetua-se a cultura oral, de ouvir falar. A falta de hábito de leitura mostra que estamos formando profissionais medíocres, divorciados das fontes escritas da civilização. O Provão revelou que, na média nacional, 20% dos estudantes não leram nenhum livro no último ano (1998), exceto os escolares. Em São Paulo, o índice cai para 18%. Apenas 23,6% dos alunos leram mais de 4 livros em 12 meses.

O mais triste é que o aluno pode aprender, na escola, a não ir além do que o professor manda. Quando acontece de o aluno tomar a iniciativa de avançar, o professor interfere, possivelmente amedrontado, impedindo o seu crescimento pessoal. Usa da prerrogativa de que a orientação recebida é mais do que suficiente.

Jacinto Brandão, então coordenador do vestibular e vice-reitor da Universidade Federal de Minas Gerais, lamentou o baixo índice de leitura entre os universitários e concluiu: “Os que não lêem e não têm contato com os diversos tipos de texto, certamente, terão maior dificuldade no mercado de trabalho, em razão da falta de autonomia intelectual”.

A falta de curiosidade é a razão da falta de interesse pela busca da leitura, dizem os especialistas, e isso se refletirá na carreira profissional. Este profissional será, sem dúvida, mais passivo, mais acomodado.

A leitura é a chave que abre as portas da realização profissional, de seu sucesso.

* Supervisora de ensino aposentada.
(Publicado em setembro/2002)

Quem sou eu - Simone de O. Cavalcanti - Presidente Inovadora

Simone de Oliveira Cavalcanti, pedagoga, Coordenadora Pedagógica na Prefeitura Municipal de Santos, tem dois filhos, Laís(21 anos) e Marco Antônio(19 anos), ambos intercambistas de Rotary, casada com o rotariano e cirurgião dentista Roberto Marcus de Mello Martins .
Como Presidente Inovadora do RC de São Vicente Antonio Emmerich acredita que a continuidade administrativa torna possível o sucesso e a eficácia de um Clube. Irá proporcionar informação rotária aos companheiros com a colaboração da equipe distrital, isso facilitará o aumento do quadro social, pois os companheiros terão melhores argumentos para trazer novos sócios e a manutenção dos Projetos Permanentes do Clube darão a visibilidade necessária à divulgação de Rotary na comunidade. Pretende também, trabalhar para o aumento dos jovens sócios do Rotary Kids, pois sou uma incentivadora na educação e formação de jovens e promover eventos em conjunto com os clubes da área.

Simone reconhece que “o Rotary, através da união e amizade entre os sócios, facilita o envolvimento da família no intenso trabalho de ajuda aos carentes de nossa comunidade”.

Posse - RC de Santo André 8 de Abril

Festiva de posse realizada no Clube 1° de maio, em Santo André, dia 25/5/10
Em conjunto com o Projeto Viva Melhor

Presid Inovador Gusmão, Adela, Marcos e Denis - GAS Área 6

Presid Inovador Gusmão, Adela, Marcos e João Henrique - Instrutor Distrital



Mesa diretora


Presid Inovador Gusmão, Vera - Presid Projeto Viva Melhor, Adela e Marcos


Grupo de danças grega







quarta-feira, 26 de maio de 2010

Quem sou eu - Maria do Carmo T de Castro - Presidente Inovadora

Maria do Carmo Trovatti de Castro – MALY, casada com o rotariano, economista e professor André Olimpio Mosselman Du Chenoy Castro, tem 3 filhos: o André Ricardo, com 35 anos, a Flavia Maria, com 32 anos e o Cristiano José com 3 anos e tem 2 netinhos: a Sofia com 5 anos e o Felipe com 2 anos. Maly é rotariana há 1 ano, mas há 5 anos já pertence a família rotaria, será a Presidente Inovadora do RC de Itanhaém, possui formação em Letras e Secretariado comercial, tendo trabalhado em Banco como caixa e foi secretária de sucursal de jornal, ministrou aulas para o 1° ciclo de Escola Pública Estadual e Municipal na cidade de São Paulo. Seu passatempo favorito é reunir-se com as amigas para trocar idéias, organizar e participar de eventos, jogar cartas e viajar.

Maly define a importância do Rotary como sendo “um clube que presta serviços para a sociedade menos favorecida”.

Como Presidente Inovadora pretende inovar e realizar muito no seu clube.

Lei obriga escolas públicas e privadas a ter biblioteca

25.5.2010
Da Redação*
Em São Paulo
Atualizado às 19h01

Todas as instituições de ensino públicas e privadas do país deverão ter bibliotecas, segundo lei sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (25). De acordo com o texto, "considera-se biblioteca escolar a coleção de livros, materiais videográficos e documentos registrados em qualquer suporte destinados a consulta, pesquisa, estudo ou leitura".

O acervo mínimo exigido será de um livro por aluno matriculado. Caberá ao respectivo sistema de ensino adaptar o acervo conforme as necessidades, promovendo a divulgação, preservação e o funcionamento das bibliotecas escolares.

As escolas terão até dez anos para instalar os espaços destinados aos livros, material videográfico, documentos para consulta, pesquisa e leitura.

Foi publicada também no Diário Oficial desta terça a autorização para que sejam instaladas salas de aulas em presídios, destinadas a cursos de ensino básico e profissionalizante. O texto, que altera a lei nº 7.210 de 11 de julho de 1984, entra em vigor na data de sua publicação.

*Com informações da Agência Brasil.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Quem sou eu - Braz - Presidente Inovador

Braz Eduardo de Vasconcellos, casado com a Esteticista Leda, tem 2 filhas a Luciana e a Adriana, tem 2 netos o Antonio de 18 anos e o João de 1 ano. É sócio do RC de Santos Ponta da Praia há 7 anos, formado em Administração de Empresas trabalhou no setor bancário, tendo ingressado, através de concurso público, no Banco do Estado de São Paulo – Banespa, onde por 30 anos ocupou vários postos, tendo inclusive exercido a função de Assessor de Diretor no gabinete de Diretoria Operacional do Banco onde encerrou sua carreira como Gerente de Divisão (ultima etapa da carreira). Sempre foi esportista, tendo jogado vôlei e tênis, mas atualmente com problema no joelho, seu passatempo é assistir bons filmes, futebol, etc. e muita fisioterapia.

Como Presidente Inovador pretende dar continuidade ao brilhante trabalho de seu antecessor, irá apoiar, dentro do possível, aos Projetos da Governadoria e do RI e tornar mais abrangentes nossos projetos comunitários e principalmente incentivar o companheirismo do seu Clube.

Braz entende que o Rotary é importante para o Mundo “Porque, através dele, podemos no meu entender, cumprir uma etapa fundamental nesta vida material, praticar a Caridade, ajudar comunidades carentes e proporcionar aos menos favorecidos um mínimo de dignidade”.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Treinamento Especial para Novos Presidentes

Dia 12 de junho - 8:30 às 12:30 - Camp de São Bernardo do Campo - Rua Suécia, 500.
Afim de habilitar e, cumprindo as determinações de Rotary International, os Presidentes Inovadores que não participaram do Pets - Treinamento para presidentes eleitos, será realizado um treinamento especial para possibilitar a esses presidentes informações atualizadas e orientar sobre os objetivos da gestão.
Contamos com a presença dos seguintes clubes:
Diadema
Mongaguá,
Rio Grande da Serra,
Santo André 8 de Abril,
Santo André Alvorada,
São Bernardo do Campo Jardim do Mar,
São Bernardo do Campo Riacho Grande,
São Paulo Independência,
São Paulo Novas Gerações,
Santos Aparecida

Quem sou eu - Marcos Buim - Pró Juventude Inovador

Marcos Buim, rotariano do RC de São Caetano do Sul Olímpico há 17 anos, será o Presidente da Comissão do Pró Juventude no próximo ano rotário. É casado com Valéria Horta, tem dois filhos: Tiego de 31 anos e Dominique de 21 anos, é advogado formado em 1983 pela UMC e administrador de empresas formado em 1992 pelo Mackenzie; e vários cursos de especialização e aperfeiçoamento. Seu CV pode ser consultado na plataforma lates : http://lattes.cnpq.br/4094263882342201, advoga desde 1983, assessorando empresas de pequeno e médio porte, especialmente nas áreas do direito civil, comercial, tributário, regularização de bens, e penal empresarial; maiores informações de seu escritório podem ser acessadas em seu site : www.marcosbuim.adv.br. Gosta de viajar, mergulhar, churrasco e cerveja.

Define a importância do Rotary como um “provedor de conhecimento atendendo globalmente as necessidades humanas, sobretudo nas áreas e regiões onde temos acesso e detectando as maiores carências. Sua forma de atuação, unindo grupos e povos, proporciona ao próprio voluntário, satisfação cada vez maior em servir”.

Na gestão 2010-11 espera desempenhar junto com toda a equipe pró-juventude, a valorização e o desenvolvimento de todos os trabalhos que envolvem as novas gerações; o potencial e a vontade destes jovens precisam ser aproveitados no crescimento rotário, tanto na execução de projetos, como nas arrecadações para viabilizá-los, como na divulgação positiva de nossa imagem pública, redundando inclusive no fortalecimento do quadro social; pretende incentivar todos os clubes a criarem, manterem, e apoiarem os projetos que envolvem a juventude, especialmente os clubes de jovens que atualmente atingem todas as faixas etárias partindo da semi-alfabetização até que estejam pessoalmente estruturados a integrar os quadros dos Rotary Clubes.

MERCEDES-BENZ FAZ CONTRIBUIÇÃO DE 1 MILHÃO DE REAIS PARA A ABTRF


A Mercedes-Benz do Brasil fez uma contribuição de 1 milhão de
reais para a Associação Brasileira da The Rotary Foundation com o
objetivo de auxiliar na recuperação do Chile.

Para mais informações sobre a ABTRF e sobre auxílio ao Chile
consulte os links abaixo:
http://www.rotary.org.br/info_abtrf.php?secao=abtr1
http://www.rotary.org/pt/Members/GeneralInformation/Announcements/Pages/1003
12_announce_foundationchilefund.aspx




domingo, 23 de maio de 2010

XIX Conferência Distrital - D4420

Águas de Lindóia, Hotel Monte Real, 19 a 22 de maio de 2010


Prefeito Gilberto Kassab assinou convênio com o Rotary International, dispondo das instalações do Centro de Convenções do Anhembi e da gratuidade do transporte coletivo para os rotarianos, para realização da
Convenção Internacional de São Paulo em 2015



A reserva de cabine para a XX Conferência Distrital, a ser realizada em 2011, atingiu a 79% de ocupação.


Simone Cavalcanti e Marcos Franco, na frente da Cadeira de Massagens, do Projeto do RC de S Vicente Antonio Emmerich


Reunião do colégio de Governadores, com o diretor de RI Antonio Hallage, Representante do Presid. International José Carlos Estorninho e Ex-presidente de RI 1996-97, Luiz Giay.


José Carlos Estorninho, representante do Presidente International e Marcos Franco


Marcos Franco e Luiz Giay, ex-presidente de RI 1996-97


Participação do Diretor de RI, Antonio Hallage, na reunião dos presidentes inovadores.

Assembléia da Associação dos Rotarianos do Distrito 4420.



Aprovação da nova Diretoria, Comissão Fiscal e Orçamento.









XIX Assembléia Associação D4420

Ata da reunião



Lista de presenças

sábado, 22 de maio de 2010

Faxineira monta Biblioteca em comunidade carente do Guarujá

Estadão, segunda-feira, 14 de julho de 2008
AE – Agência Estado

SÃO PAULO - A faxineira e lavadeira Deusa Maria dos Santos, de 43 anos, que cursou até o ensino médio e tem curso técnico de secretariado, montou em sua própria casa uma biblioteca para crianças e adolescentes do bairro do Areião, no Guarujá (litoral sul de São Paulo).

Bem perto das mansões do Jardim Virgínia, na praia da Enseada, fica a comunidade carente, onde vivem cerca de 2.200 famílias. Deusa mora lá há 38 anos, desde quando o Areião era considerado favela e não tinha saneamento básico. "Comecei a montar a biblioteca quando a Karina (filha mais velha, de 21 anos) entrou na escola. Eu já gostava de ler, daí ia tirando cópia, guardando e comprando em sebos. Na verdade, as pessoas são muito generosas comigo", diz. "O que eu tenho sorte de ganhar livro, não está escrito", afirma.

Os freqüentadores da biblioteca do Areião não têm data para devolução e podem levar quantos livros quiserem por vez. Deusa apenas anota na primeira página a data da retirada, assim como um breve relato de como o exemplar entrou para o acervo: data de chegada, por quem foi doado ou se foi comprado. Há até um carimbo de identificação da biblioteca.

Mesmo com biblioteca funcionando, Deusa deseja ter mais espaço para guardar os livros e poder desenvolver atividades de recreação com as crianças, principalmente as voltadas para incentivar a leitura.

Leia também matéria atualizada em "A Tribuna", página A-8, de 19.5.2010 - http://200.210.166.155/reader/default.asp?ed=1746&ca=53&num=0

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Quem sou eu - Marcelo V Marsaioli - Coordenador de Visitas Inovador

Marcelo Vallejo Marsaioli, será o Coordenador das Visitas Oficiais da Gestão 2010-11, é sócio do RC de Santos há 9 anos, é Pós graduado em Direito e formado em Letras, é Sócio-diretor da MARSAIOLI & MARSAIOLI ADVOGADOS ASSOCIADOS, empresa constituída em 1.999 para a prática da advocacia no campo empresarial. Certificado ISSO 9000:2001 desde o ano de 2.004 (uma das pioneiras no Brasil no ramo da advocacia).
Professor Universitário desde 2.003 lecionando atualmente Direito Empresarial nos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Processos Gerenciais da UNISANTA. Professor de Direito Empresarial no MBA de Controladoria da UNISANTOS.
Sócio proprietário da CASA PRÁTICA MÓVEIS PLANEJADOS e da VIA HOME MÓVEIS E DECORAÇÕES, ambas as empresas, do segmento de venda, planejamento e montagem de móveis (planejados ou convencionais). Marcelo é casado com Bianca e esperam para fins de junho o Henrico. Seu passatempo predileto é acompanhar o glorioso Santos Futebol Clube, ir ao cinema e viajar.

Marcelo acredita que o Rotary é importante pois “o mundo precisa muito de amor, dedicação e compreensão, predicados que o Rotary tem de sobra”.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Quem sou eu - Arcangelo - Presidente Inovador

Arcângelo Pisano Filho, o PISANI, arquiteto, casado com a cirurgiã dentista Suely, tem 2 filhos: Rafaella 19 anos e Bruno 11 anos, é rotariano há 11 anos do RC de São Paulo Anchieta, formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie, sócio, por 25 anos da Fioretto e Pisani Arquitetos Associados S/C Ltda, onde desenvolveu vários projetos residenciais, comerciais, industriais e institucionais, atualmente atua como profissional liberal prestando serviços na área de projeto arquitetônico, administração de obra, aprovações e regularizações junto a órgãos públicos e acessória na área de projetos de galpões pré-fabricados. Nas horas vagas joga sinuca e truco com os amigos.

Pisani acha que “o Rotary é importante para o mundo porque somente com a ajuda da sociedade organizada é que poderemos melhorar as condições de vida de milhares de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza no mundo inteiro”.

Em sua gestão, como Presidente Inovador, irá incentivar projetos para comunidade, através da Avenida de Serviços Profissionais, motivando o companheirismo e o aumento do DQS.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Quem sou eu - Carlos Eduardo - Presidente Inovador

Carlos Eduardo Pinto Machado, o Cacá, tem 3 filhas: a Patrícia com 32 anos, a Andréa com 31 anos e a Carolina com 28 anos, e a neta Anne, de 4 meses. É rotarino do RC de Santos Oeste desde março de 1988, é formado em Administração de Empresas, pela Fundação Lusíada de Santos exercendo a profissão de Despachante Aduaneiro e sócio proprietário da Celimar Assuntos Aduaneiros desde 1973. Seu passatempo favorito é a família.
Como Presidente Inovador pretende fomentar o companheirismo em seu clube e o conhecimento rotário a fim de fortalecer e unir ainda mais o clube.
Carlos Eduardo afirma que: “O tempo de existência de nossa organização, sua expansão territorial mundial e seus projetos e realizações em todas as partes de todos os continentes demonstram a importância do Rotary para o mundo”.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Quem sou eu - Luiz Fernando - Presidente Inovador

Luiz Fernando Salvador, casado com a professora Verônica, pais do Luigi de 4 anos. Luiz tem mais dois filhos Fernando de 15 anos e Flávia de 12 anos, pertencente ao Rotry Kids SV Antonio Emmerich, é Bacharel em direito, formado pelas Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU, exerce a profissão de Delegado de Polícia desde 1993, tendo trabalhado em diversas unidades policiais da Capital e na Baixada Santista, estando atualmente lotado na cidade de São Vicente. É rotariano há 12 anos do RC de Santos Monte Serrat, é surfista, torcedor fanático do Palmeiras e gosta da convivência familiar e dos amigos.
Como Presidente Inovador, compartilha da motivação de seus companheiros e pretende dar continuidade ao que está sendo feito, mantendo a união e companheirismo, administrando e tentando aumentar o quadro social com qualidade, manter a mesma dedicação e comprometimento aos projetos em andamento e criar outros sempre em prol da comunidade.
Entende que “o Rotary através do companheirismo e ações sociais, ajuda as comunidades ao redor do mundo a amenizar suas necessidades”.

Ray Klinginsmith incentiva rotários portugueses

O Presidente do Rotary International para o ano rotário 2010/11, Ray Klinginsmith, esteve presente em Portugal onde sublinhou a dedicação e força de vontade de todos os rotários portugueses. O Hotel Tiara Park Atlantic, em Lisboa, foi o palco escolhido para acolher Ray Klinginsmith, no dia 10 de Maio, que contou com a adesão de presidentes rotários de todo o país que aproveitaram a visita para reiterar os intentos dos rotários lusos para levar a cabo a missão rotária.

Na mesa presidencial estiveram Ray Klinginsmith e sua esposa Judie, como também os governadores do Distrito 1960 e 1970, os governadores eleitores para o próximo ano rotário desses mesmos Distritos, José Esturninho, Training Leader do Rotary Internacional, Rita Pedro, representante do Rotaract junto da Governadoria e um representando da Embaixador norte-americano em Portugal.

Para Mário Rebelo, Governador do Distrito 1960, esta foi uma oportunidade para mostrar a força rotária. "Cumprimos as nossas obrigações e a união dos dois distritos é fundamental para continuarmos fortes para fazer cumprir as nossas missões".

Já Ray Klinginsmith congratulou-se pela hospitalidade portuguesa, enaltecendo o facto de Portugal ser um País que lhe é especial. Além disso, o presidente do Rotary International falou da luta rotária contra o pólio e os seus resultados. "Em todo o mundo a nossa missão tem tido resultados incríveis. Temos uma vacina nova que vai ajudar muito mas a nossa missão só acaba quando a doença for totalmente erradicada".

Questionado sobre como consegue manter a paixão pelo mundo rotária estando há mais de 50 anos ao serviço dele, Ray Klinginsmith sublinha que "deve-se ao trabalho desenvolvido que tem sido maior e de maior qualidade. É uma evolução e eu estou muito contente de fazer parte desta missão".

Quanto ao futuro "a nossa prioridade para o próximo ano rotário é a erradicação do pólio e tentar atrair mais membros jovens", salientou o presidente deixando ainda uma palavra de incentivo para os rotários portugueses: "Gostaria de dizer para continuarem o bom trabalho, tentem que os seus clubes se tornem maiores e melhores e para se prepararem para a Convenção de 2013. Estarei a contar convosco para nos apresentarem uma Convenção extraordinária", concluiu.

Rotary Clube da Marinha Grande
http://rotarymg.blogspot.com/

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Quem sou eu - Milréu - Equipe Distrital Inovadora

Francisco José Santos MILRÉU, casado com Josefina Tereza, Jô Milreu, professora. Tem três filhas, Cristiane com 33 anos, Catia com 30 anos e Carina com 28 anos e uma neta, Débora, com 1 ano e 5 meses. Milréu é Professor nos cursos de Graduação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul desde 1976 e no Centro Universitário Fundação Santo André desde 1990, no curso de Pós Graduação em Logística Nacional e Internacional e no Curso de Graduação em Administração, exercendo o cargo de Coordenador em 2010 e 2011. Graduado em Matemática e Estatística na FEC do ABC (1972), Mestrado em Sistemas de Informações na Fundação Getúlio Vargas (1995), Mestre em Engenharia da Produção na Universidade Paulista (2006), Doutorando em Engenharia da Produção na Universidade Paulista. Experiência em Consultoria nas áreas de Estratégia, Sistemas de Informação, Logística e Produção. Referee em organizações na área de Produção e Logística e artigos publicados em congressos e revistas científicas. Passatempos favoritos, corrida, volley e xadrez. Ingressou no RC de Santo André Alvorada em 25/10/2002, sendo Secretário de Clube em 2003/2004 e 2004/2005, Presidente de Clube em 2005/2006. No Distrito atuou como Membro do DQMS em 2006/2007, Governador Assistente em Santo André no período 2007/2008, e Pró-Juventude Distrital nos períodos de 2008/2009 e 2009/2010.
Na Gestão 2010-11 será o responsável pela Comissão Distrital dos Programas de Rotary acreditando na união e no compartilhamento de ações dos nossos líderes, congregando todos os níveis da nossa sociedade que possam agregar valor, desenvolvendo atividades em prol das comunidades.
Acredita que: “na Juventude reside o futuro da nossa organização onde o jovem tem que ser entendido e também entender os principais temas que vivenciamos e assim buscar nos Programas de Rotary, o meio e a contribuição para aumentar o seu relacionamento com os rotarianos, para assim fortalecer as comunidades e por intermédio dos serviços às comunidades locais e mundiais”.

Circular n° 11 - maio 2010

domingo, 16 de maio de 2010

Quem sou eu - Adailton G de Azevedo Jr - Presidente Inovador

Adailton Gomes de Azevedo Junior, Presidente Inovador do RC de Mauá – Barão de Mauá, é rotariano há 5 anos, casado com a Professora de Língua portuguesa e Literatura Simone, pais de Soraia, com 9 anos de idade e é com ela que ele gosta de brincar quando não está ocupado, além de torcer para o Santos, ouvir músicas e cuidar de plantas. É formado em Direito pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Cursando pós-graduação Lato Sensu: Especialização em Direito Processual Civil pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo/SP, atua nas áreas cível e criminal, especialmente em processos contenciosos decorrentes das relações de consumo, questões de família, direitos da criança e do adolescente, defesa em processos penais e Tribunal do Júri. Atende os carentes através do Convênio de Assistência Judiciária Gratuita DPSP-OAB/SP, desde 2002. Membro da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da 81ª Subseção da OAB de Mauá/SP.

O Adailton pretende, em sua gestão, estabelecer um novo paradigma para o grupo, através do exercício de uma liderança sinérgica com compromissos além-gestão.
Afirma que: “O Rotary International, sendo constituído pela reunião de extratos de diversos povos e gerações, possibilita o fomento de um convívio pacífico entre culturas diferentes, pautado em valores éticos e morais positivos, voltado a edificação de uma humanidade mais fraterna, solidária e justa. Daí a sua importância para o mundo”.

AASDAP aposta na educação científica para formar cidadãos qualificados e conscientes

No Rio Grande do Norte, o Centro de Educação Científica de Natal atende jovens da rede pública de ensino.



Uma das ações sociais da AASDAP aposta na educação científica para formar cidadãos qualificados e conscientes. Vamos conhecer o Centro de Educação Científica de Natal, que atende jovens da rede pública de ensino.

O bairro Cidade da Esperança fica na periferia de Natal. Aqui, 600 estudantes da rede pública de ensino também aprendem com a ciência.

No contraturno escolar, alunos do sexto ao nono ano do ensino fundamental frequentam o Centro de Educação Científica de Natal.

Nas oficinas e nos laboratórios, fazem experiências e ganham conhecimento.

“Eu aprendo muitas coisas, química, já aprendi a mexer com, sobre células, sobre partículas, essas coisas. Estou aprendendo o sistema digestivo, respiratório e história eu aprendo um pouco sobre a cultura do Rio Grande do Norte”, conta Raul Matheus da Silva, de 13 anos.

“O fato de os meninos trabalharem com método científico, faz com que eles se preparem para ter uma atuação diferenciada mesmo na escola. Quando um menino aprende a levantar problema, aprende a ir em busca de identificar esse problema, de resolver, dar soluções para ela, na verdade ele está tendo elementos para poder analisar essa realidade e poder transformá-la depois”, afirma Dora Montenegro, diretora do projeto.

“Os alunos estão construindo uma cidade de madeira, onde para fazer a construção desta cidade eles aprendem a trabalhar com a régua, aprendem um pouco de medidas, após a construção desta cidade, que vai ser feita em madeira, eles vão colocar em prática os conhecimentos da física, aí vem o que é um circuito paralelo, o que é um circuito em série, voltagem, corrente elétrica, toda essa parte da física. E após fazerem a instalação elétrica da cidade, eles vão aprender como é que se gera eletricidade. Como é que ela é produzida. E aí vamos entrar no eletromagnetismo”, explica
Walter Ramos e Silva Júnior, professor de ciência e tecnologia.

“Eu gosto dos professores, gosto muito da oficina de biologia, que eu estou aprendendo sobre o sistema digestivo”, diz Raquel Nogueira da Silva, de 12 anos.

Durante o intervalo, os alunos se divertem com jogos e muita música.

Na volta, os fundamentos da robótica. Na oficina de hoje, os alunos aprendem a usar o motímetro - aparelho que mede a corrente elétrica.

“O que é interessante de trabalhar a robótica é que a gente parte, a robótica, do dia a dia deles. A gente tem sempre uma visão da robótica como uma coisa de Hollywood, onde os robôs são humanos e tem aquelas funções todas e na prática não, a robótica está nos aparelhos domésticos, e eles acham fantástico isso porque eles conseguem fazer relações, do funcionamento, assim, o que é que tem a ver a porta do shopping, o que é que tem a ver o poste da minha rua que acende sozinho, com robótica”, conta Luziânia Medeiros.

Não é a mesma coisa você vê só no livro ou alguém falar para você. Quando você vai lá, experimenta, coloca a mão na massa, você tira suas próprias conclusões, aquilo passa a fazer mais sentido para você, então, é o que a gente chama de aprendizagem significativa. Ele experimentou, ele viu como é que é, ele não vai esquecer aquela memória, vai ser mais significativa essa experiência. E, portanto o aprendizado ele é mais significativo também.
O fantástico mundo dos átomos está ao alcance de todos no laboratório de química”, explica Luziânia Medeiros, coordenadora pedagógica.

“Todo mundo molhou na solução ácida? Agora vocês vão pegar essa pontinha que está dobrada e vão colocar dentro da solução do sulfato de cobre. Quando vocês perceberem que carregou vários grãozinhos de sulfato de cobre, vocês vão colocar ele na chama da vela e vão aguardar e observar o que acontece”, explica Damiana de Souza, professora de química.

“Eles realizavam o experimento, que a chama mudava de cor, porque era o eletronzinho recebendo energia, saltando de camada, retornando para o nível que ele estava antes e liberando essa energia em forma de cor”, define a professora.

“O que pode ocasionar aquilo dali... Você não está vendo, mas aquele fenômeno está acontecendo, incorporando, todo esse processo evolutivo, da história, desses modelos que estão aí, que pessoas como eles também se questionaram e eles fazem o experimento e comprovam, não, é verdade, o átomo existe e a gente está aprendendo sobre ele”, completa Damiana.

Além do núcleo de Natal, existem mais outros dois no Brasil. Em Macaíba, a 20 quilômetros da capital do Rio Grande do Norte, e em Serrinha, no estado da Bahia. Ao todo, 1.400 jovens aprendem, na prática, os segredos do mundo da ciência, da física e da matemática.

sábado, 15 de maio de 2010

Quem sou eu - Rodenei Lemes Junior - Presidente Inovador

Rodenei Lemes Junior, casado com Anna Maria, educadora, pais de Rodenei Lemes Neto de 10 anos, é Consultor fiscal e tributário, graduado em Ciências Econômicas e com especialização em perícias econômica, fiscal e tributaria. É sócio proprietário da empresa Uniline Assessoria e Consultoria Contábil e Empresarial, desde janeiro de 2001, certificada pelo SESCON-SP no programa de qualidade dos escritórios contábeis –PQEC 2010. Rodenei é rotariano há 10 anos do RC de Santo André Norte, gosta de estar com a família, acompanhar seu filho nos jogos de futebol, viajar com a família e amigos, jogar cartas e andar de Harley Davidson. É associado do Grupo Internacional de Companheirismo de Motociclistas Rotariano e sócio fundador do Rotary 66, cujo lema é “Servir se divertindo”.

Rodenei acredita que o “Rotary é importante para o mundo por ser uma organização internacional voltada para compreensão e concórdia universal, um movimento de estímulo a uma ação profissional e comunitária ética e responsável e, principalmente, milhares de clubes que reúnem pessoas e famílias com certas afinidades e objetivos comuns e que compartilham momentos agradáveis de companheirismo e de trabalho comunitário”.

Pretende, como Presidente Inovador, Inovar com responsabilidade, com comprometimento, muito companheirismo, respeitando e mantendo tudo o que o clube tem de melhor. Pretende implantar o Sistema CLUBE EFICAZ, apoiar os projetos XI Festa Alemã, o Camp Piero Pollone, a AFRSAN, o Projeto Educando com Visão, Fundação Rotária. O Rotary 66 e para fundação da Casa da Visão de Santo André.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Quem sou eu - Claudio Zago - Presidente Inovador

Zago é o Médico ginecologista Claudio Zago, formado pela PUC de Sorocaba, rotariano há 32 do RC de São Bernardo do Campo Norte, casado com a também rotariana Maria Luiza, Pedagoga, com quem tem 2 filhos: Luciano, com 34 anos e a Michelle, com 31 anos, gosta de mexer com a terra e plantas.

Zago acha que “o Rotary é importante para o mundo pois, além de um grande entrosamento mundial, pode-se auxiliar comunidades do mundo todo”.

Carlos tem por objetivo, como Presidente Inovador aumentar o número de sócios do seu clube.

A Biblioteca

Autora - Izabel Sadalla Grispino

A biblioteca é da comunidade o seu mestre-sala abrindo alas para a entrada do caminho do sol, descortinando um horizonte de estrelas. Ela é a sua fada-madrinha, presenteando a população com a mais cara jóia da humanidade, o livro. Nela moram os gênios da humanidade, os grandes das ciências, das artes, da filosofia, nela está armazenada a nata da intelectualidade mundial, as obras dos maiores artistas, dos maiores pensadores de todas as civilizações. Ela nos põe em contato com séculos de sabedoria e “só depende de você, de sua vontade de crescer como ser humano, na companhia deles”.

É a biblioteca quem fornece a matéria-prima da cultura, do reforço escolar, quem propicia e fortalece na criança e no jovem o hábito da imperiosa leitura, o hábito de ler. Ela é um recurso didático imprescindível ao ensino-aprendizagem. Com a adoção, pela escola, do método construtivista, coloca-se a pesquisa na vanguarda da metodologia.

A familiaridade com os livros deve acontecer desde a mais tenra idade. Várias são as estratégias utilizadas, lembrando a já consagrada “hora do conto”. Deve-se valer do imaginário mágico da criança e estimular a curiosidade, passar imagens, conceitos, como de que em cada livro há um tesouro escondido e que os mais valiosos tesouros do mundo estão guardados na biblioteca. Extrair das histórias o conteúdo moral, educacional, relacionando-o ao tesouro escondido.

Se quisermos formar leitores temos que nos valer de procedimentos que convirjam para esse fim. Montar uma biblioteca, com atrativos visuais, em local amplo, espaçoso, arejado, mantendo-o sempre limpo, com livros, revistas e jornais que atendam as diferentes faixas etárias, dispostos de maneira atraente, de fácil alcance e manuseio, de retirada facilitada, inclusive estimulada, porque o mais comum é dificultar, desestimulando o seu uso.

A biblioteca deve se constituir num ambiente acolhedor, convidativo, o usuário ou o aluno orientados, reiteradas vezes, para colaborar com a ordem, serem responsáveis, ajudando a manter o livro em bom estado de conservação. É indispensável uma pessoa treinada, encarregada da organização, da manutenção, do atendimento à população como um todo.

Frases estimuladoras, incentivadoras, slogans, devem ser espalhados em volta e dentro da biblioteca. No final do artigo, passo aos interessados, em meus versos, considerações e imagens sobre biblioteca, que podem ser colocados nas portas ou nas paredes da biblioteca, como estímulo e reflexão.

Sem a educação de nada adiantaria o avanço social; ele perderia sua base de sustentação, de conservação. São os livros que fortificam e dão forma à educação. Uma biblioteca pública coloca, em seu regaço hospitaleiro, também o menino pobre, estendendo-lhe as mãos, ajudando-o a desbravar sua inóspita floresta, fazendo-o alcançar a clareira e com ela encontrar o seu vale do sol.

Já se disse que “os livros constroem as grandes pátrias”. Os povos ignorantes abdicam de si nos outros e voltam-se à servidão e ao desaparecimento. A biblioteca, por seus livros, é a saída honrosa para se erguer o nosso Brasil, é a saída honrosa para fazer seu povo ascender, com dignidade e sabedoria, na escala social. Ela é o salvo-conduto para o mundo do conhecimento, mundo este encarregado de trazer a compreensão e a paz, de equilibrar o desnível social.

Quanto mais livros à disposição da população, mais a certeza de que ela saberá como achar seu tesouro escondido, como encontrar o verdadeiro caminho da felicidade.


BIBLIOTECA

Quanto encanto numa biblioteca!
Nos livros, quanta sabedoria!
As histórias da criança sapeca
Acordam do sono a alegoria!
Guardemos, pelo livro, respeito,
Tenhamos, por ele, o maior conceito!
Há vida intensa na biblioteca,
Nela moram o poeta e o escritor,
É da língua escrita a discoteca,
A ousadia do grande inventor!
O livro é um caminho de luz,
Como a Bíblia, ensina ver Jesus!
Biblioteca é desenvolvimento,
Sinônimo de educação,
Representa, ao homem, crescimento,
Força pra mente e pro coração!
O livro ensina a viver em paz,
Ele guarda as jóias que o mundo faz.

*Supervisora de ensino aposentada.
(Publicado em março/2001)

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Quem sou eu - Carlos Eduardo Marchi - Presidente Inovador

Kadu, Carlos Eduardo Marchi é casado com Patrícia, com quem tem uma filha chamada Maria Eduarda, a Duda, de 5 anos, é rotariano há 7 anos do RC de São Caetano do Sul Olímpico, sua classificação é Administrador de Marketing, formado em Administração de Empresas, trabalha em uma empresa que vende matéria-prima para industria de borracha, sendo o principal produto a venda de borracha natural, extraída da região de São José do Rio Preto – SP. Fabrica também giz de cera para uso industrial. Em seus momentos de folga joga Tênis e brinca com sua filha.
Entende que “o Rotary é importante para o mundo por que ele fortalece comunidades e uni continentes promovendo a paz mundial”.
Kadu, como Presidente Inovador, pretende incentivar mais companheirismo e incrementar mais os projetos permanentes do clube.

7° Aniversário do Aeroporto tem presença dos Presidentes Inovadores

Dia 11 de maio, no Kolpinghaus
Roberto, Carla, Gov Barroso, Sergio, Marcos, Zaira, Rubens e Lucy

terça-feira, 11 de maio de 2010

Quem sou eu - Carlos Szilagyi - Presidente Inovador

Carlos Rogério Szilagyi, Presidente Inovador do RC de São Bernardo do Campo Rudge Ramos, é rotariano há 19 meses, casado com Salete, comerciante, também rotariana do seu clube. Tem 4 filhos: o Bruno com 21 anos, o Lucas com 16, Gabriel com 12 e o Carlos Henrique com 9. É Contador, formado em Ciências Contábeis, Gestão Ambiental e cursando o 4º ano de Direito. Carlos iniciou sua vida profissional como Patrulheiro do Camp de São Bernardo do Campo, em 1979, trabalhou em diversas empresas nacionais e multinacionais, como a Toyota do Brasil, tendo sido diretor e Procurador Geral no Brasil de empresa multinacional. Sempre que pode gosta de ficar com a família.
Em sua gestão, a frente do seu clube, pretende que seus companheiros abracem verdadeiramente a causa que abraçaram quando decidiram tornar-se um rotariano.
Carlos acredita que “o Rotary nos dá oportunidade de amar e servir nossos semelhantes que não tiveram a mesma sorte que nós”.

Progresso do Desafio 200 Milhões de Dólares para erradicar a pólio

Até 30 de abril, os rotarianos haviam arrecadado cerca de US$122,4 milhões para o Desafio 200 Milhões de Dólares, com o intuito de equiparar os US$355 milhões recebidos da Fundação Bill e Melinda Gates. O total de US$555 milhões será usado para financiar campanhas de imunização em países em desenvolvimento, onde a pólio ainda infecta e paralisa crianças, privando-as de um futuro melhor e agregando sofrimento a suas famílias.

Enquanto a pólio ameaçar uma criança sequer em qualquer lugar, todas as crianças do mundo correm risco.

Fundação Rotaract Club de Itanhém

Dia 28 de abril, na sede do RC de Itanhaém
André, Adela, Maria do Carmo e Marcos



Quem sou eu - Mosavi A Ribeiro - Presidente Inovadora

Mosavi Aparecida Ribeiro, a Vi, Presidente Inovadora do RC de São Caetano do Sul, também é a atual Presidente Construtora é rotariana há 15 anos, é formada em Engenharia-Pós Licenciatura Plena – Projetos Sociais. Iniciou sua vida profissional como estagiária na Assunção Engenharia e um ano depois foi admitida no SESI, como Chefe Técnica, na Divisão do Interior chegando a Diretora Local da Área de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra e Diretora Local de São Caetano do Sul. Sempre que pode gosta de viajar.
Pretende, na sua gestão, dar continuidade nos projetos do seu clube, aumentar o Quadro Social, investir no companheirismo, na união fazendo o bem e promovendo a paz, mantendo a história e a importância na Comunidade.
Mosavi entende que “o lema Dar de Si antes de pensar em Si, promovendo a paz entre as nações sintetiza a importância do Rotary para o mundo”.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Chute a Pólio para fora da África




http://www.kickpoliooutofafrica.org/


Acesse este site do Rotary International e assine a bola da copa, depois veja a sua assinatura na relação de todo o mundo.

domingo, 9 de maio de 2010

Feliz dia das Mães

Mãe.
Que a beleza das flores, a doçura do mel, o brilho das estrelas, envolvam você hoje e que você continue irradiando este amor e esta alegria que você sempre nos ofereceu!

sábado, 8 de maio de 2010

Quem sou eu - Alberto Claro - Presidente Inovador

O português José Alberto Carvalho dos Santos Claro ou Alberto Claro, casado com a rotariana e educadora Regina Claudia, tem o filho João Artur de 11 meses é rotariano desde 2004 do RC de Santos, é Administrador de Empresas, possui graduação em Administração de Empresas pela Universidade Católica de Santos (1992), mestrado em Administração pela Universidade Metodista de São Paulo (1998) e doutorado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (2002). Atualmente é professor do Programa de Mestrado em Gestão de Negócios da Universidade Católica de Santos - UniSantos, e professor de pós graduação lato sensu e MBA da Universidade Católica de Santos, desde 1998. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Marketing, atuando principalmente nos seguintes temas: marketing, administração, consumidor, atendimento a clientes e educação continuada. Gerente de Relacionamento e Negócios, da Unisantos, de 2007 a 2009. Editor da Patrimônio: Lazer & Turismo - Revista Eletrônica e membro do Conselho Executivo da Revista Eletrônica e-Gesta (ambas QUALIS B5), desde 2008. A partir de 2007 exerce, simultaneamente, o cargo de Diretor de Relações Institucionais do IMPACTO - Instituto Metropolitano de Pesquisas Acadêmicas e Consultoria Técnico-Operacional. A partir de Janeiro de 2010 coordena o Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Gestão de Negócios (Mestrado) da UniSantos. Palestrante em eventos nacionais e internacionais. Possui diversos artigos publicados em congressos e revistas científicas.
Alberto Claro afirma que o Rotary é importante para o mundo “pela alegria que proporciona a quem é rotariano e a ajuda à comunidade de todas as formas com que trabalhamos”.
Em sua gestão inovadora, Alberto Claro planeja fortalecer seu clube e incentivar a união de todos como rotarianos.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Quem sou eu - Jesus R Ramirez - Presidente Inovador

Jesus Ropero Ramirez, o Jesus, gosta de viajar, comer bem, praticar futebol, jogar truco e cinema. É formado em Administração de Empresas, sendo empresário do ramo de Idiomas – 2 escolas de franquia Yazigi. Atuou como Diretor Financeiro em empresas multinacionais e nacionais de grande porte e durante alguns anos, como Diretor Comercial. Teve durante alguns anos comércio de (CDS e DVS. É casado com Neide Pereira Ropero e tem 2 filhos Cristiane de 33 anos e Sérgio de 30 anos. É rotariano do RC São Paulo Saúde há 5 anos e como Presidente Inovador pretende motivar muito seus companheiros e torna-los mais participativos. Acredita que o Rotary é importante pois, “promove ações humanitárias e de paz e que através do companheirismo podemos conseguir unir mais pessoas em torno desses projetos”.